terça-feira, 20 de outubro de 2015

asfódelos

A atitude de mudar é uma pretensiosa empreitada para um vazio inexistente. Ambicionar a teoria é, então, um vasto tiro no escuro que amedronta todo aquele sonhador. Todo onironauta.
Todo onironauta que continua e atira no escuro, ambicionando a pretensiosa empreitada que é.
Mudar.

domingo, 18 de outubro de 2015

Apenas trapi(che)s ensan(gue)ntados

Falando de lado e olhando pro chão. Respirei e pisquei para os dois garotos.
Eles precisavam de mim. Eles tinham vontade de continuar. Eles tinham de continuar.
Beauvoir diria que a culpa é minha do fracasso iminente daquele grupo. Quando a navalha acertou a criança, era tarde demais.
O jantar está pronto.

Pederastia

O garoto observava a pena escorrer no abismo. Sabia até que ponto ele iria vê-la desvanecer no fosso negro e descomunal. A pena, não se mexia, para ser sincero. Era a escuridão que acelerava e afundava cada vez mais a plumagem ignóbil. Azul e branca, se posso sinestesiar aquele ser.
Ela tinha o que pensar. Em quem se esconder. Ela poderia/dia voar. Ir embora dali-aqui.
A pena chegou no fim do buraco sem fundo. Pousou no colo do garoto. E foi assim que nascemos.