quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Pequenas Confissões

Quando eu brigo com qualquer pessoa e a solidão bate com força na alma, eu tenho um tecido com o cheiro da minha mãe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário